Novo imposto na mira do governo

O ministro da Economia Paulo Guedes manifestou novamente a intenção de criar do Imposto sobre Transações Financeiras (ITF), ou seja, uma CPMF com nova roupagem. O imposto seria criado para repor as perdas de receita decorrentes da desoneração da folha de pagamentos, medida emergencial proposta para reduzir os encargos trabalhistas e estimular a criação de empregos após o pico da pandemia de Covid-19 e que seria válida por um ou dois anos.

A intenção de criar o novo imposto foi sinalizada por Guedes em uma reunião com o setor de serviços. Estas mudanças na área tributária fazem parte de um pacote de medidas para promover a retomada econômica, que devem ser anunciadas em aproximadamente 30 dias. As mudanças incluem também a fusão do PIS e Cofins.

Além de causar uma crise sanitária e econômica, o novo coronavírus tirou da agenda do Congresso as discussões de reformas importantíssimas para o país, entre elas a Reforma Tributária. Entretanto, ao invés de uma reforma integral, teremos um ajuste pontual e temporário nos encargos trabalhistas, justificando a criação de mais um tributo.

Crédito de imagem: Business vector created by freepik – www.freepik.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *